Multi Split

Essa é bem mais fácil do que parece. Mas para entender o que é o multi split é preciso saber o que é um ar condicionado split. Existem diversos tipos de ar condicionado. Fan Coil, Chiller, Self, Central, Split e Janela.
Os mais comuns e conhecidos do grande público são os de janela e split. Os equipamentos de janela consistem de um único aparelho que é “encaixado” em um buraco na parede com acesso ao lado externo. É muito comum em edifícios e casas antigas, no litoral de São Paulo por exemplo. O principal problema desse equipamento é o nível de ruído. Pois o compressor fica dentro do equipamento e consequentemente dentro do ambiente a ser refrigerado.


Para solucionar esse problema, a indústria criou o ar condicionado split - do inglês dividir - que nada mais é do que um ar condicionado dividido em duas partes, uma interna, outra externa. O compressor, a parte mais barulhenta do ar condicionado, fica do lado externo e a evaporadora no lado interno. Existem diversos tipos de ar condicionado split. O split hi-wall é aquele ar fixado na parede, normalmente em formato paralelepípedo. O split piso teto, como o nome já diz, pode ser instalado no piso ou no teto. É mais usado em áreas grandes a atinge grandes capacidades. O split cassete é fixado no teto em forro de gesso. Atinge grandes capacidades. E o split Dutado pode ser instalado com dutos ou embutido na parede com grelhas para exaustão do ar refrigerado. Todo split pode ser inverter ou convencional.


Entendendo isso, vamos ao multi split. Ele nada mais é do que várias unidades internas de split conectados a somente uma condensadora. Ele é muito usado em locais onde não existe muito espaço externo para instalação da condensadora, como em apartamentos. Ele é bem versátil pois atende todos os modelos de split hi-wall, cassete, duto ou piso teto e é sempre dotado da tecnologia inverter.

O ar condicionado Multi Split possui um tipo de compressor capaz de ajustar a capacidade do condicionado de ar de acordo com o ambiente, garantindo níveis de conforto elevados e consumos de energia de até 40%.